quinta-feira, 30 de abril de 2009

O Boss é que sabe!

Anda na berra a música dos Xutos "Sr. Engenheiro", supostamente por as pessoas a associarem ao nosso 1º Engenheiro, está na moda falar mal do governo e como a Gaja costuma dizer "a moda é cíclica", daqui a quatro anos é mais do mesmo... Eu gosto muito de Xutos, sempre gostei e sempre hei-de gostar, é como o fado, entra-nos na alma e nunca mais sai. Mas para mim em questões de rima/musicalidade o Boss AC é que sabe, ele é mais abrangente e ao mesmo tempo mais directo, por isso deixo-vos aqui esta letra, pérola do seu último álbum "Preto no branco", quem quiser ouvir a música, já sabe, é ir comprar o álbum.
*
“A boca diz o que quer”
*
Eu oiço e ignoro, não ligo a intrigas
Eu vivo tranquilo nas calmas e sem brigas
Eu faço o que faço e eu só faço cantigas
Maldizentes são parasitas tipos lombrigas
A mim só me f**** amigas
E quem não vem em paz é mandado ás urtigas
Inventam boatos e rumores com tanta facilidade
De boca em boca á vontade até se tornar verdade
Espreitam atrás da porta como espreita a vizinha
Não me meto na vida de ninguém, para não se meterem na minha
Calúnias criam revoluções tipo Che Guevara
Sai tanto cócó dessas bocas deviam usar cuecas na cara
Hey yo,
A boca diz o que quer
Hey yo,
A boca abre e diz o que quer
Bocas falam á toa, bla, bla, bla
Abrem a boca e só se ouve, bla, bla, bla
Não tem mais nada para fazer então, bla, bla, bla
Inventam coisas para dizer tipo, bla, bla, bla
São sempre chibos e cuscas a pôr a boca no trombone
Bocas podres que se sente o mau hálito ao telefone
Bocas venenosas que abrem e cospem arsénico
Essa boca para ser cú, só falta papel higiénico
O povo adora fofocas, fofocas vendem jornais
Certas pessoas deviam algemar as cordas vocais
Quando se calam as bocas até parecem poetas
Espalham histórias secretas sem ter provas concretas
A sorte é, que a mentira corre menos que um coxo
Dar atenção ao que eles dizem é dar droga a um carocho
1 de Abril o ano todo para eles não há meio-termo
Tanta mentira ainda vos convidam para o governo
A boca, nem sempre sabe o diz
Cheira-vos mal por terem a boca tão perto do nariz
Aldrabam mais que o aldrabão do Pinóquio ao Gepeto
São apanhados e negam como o Michael nega ser preto
É tão certo como o Bill Clinton cometer adultério
Bocas que se abrem e depois cospem asneiras em stereo
Espalham veneno por aí, como se fossem vírus na net,
São mais falsos que os sorrisos falsos do jet-set
Para ouvir o som dessas bocas, prefiro ouvir flatulência
Bocas tão grandes que já deviam ter pedido independência
*
Parabéns Boss AC e restante equipa por este álbum, gostei muito!

2 comentários:

João Bragança disse...

Darkas!


Fantástico!

Linda Letra!


Muito boa!


BOSS hey yo! xD


abraço

Rosy disse...

Ola...

bem, esta letra esta simplesmente brutal... adorei!
retrata muito bem grande parte de nosso país, infelizmente :S

boa continuaçao p o blog!

ah e tem bons gostos :P

beijinhs